Reality Show de Fotógrafos no canal  Arte 1

Reality Show de Fotógrafos no canal Arte 1

Estreia nessa sexta feira dia 03 de novembro no canal Arte 1  o reality show que será uma competição entre 6 fotógrafos onde o que está em jogo é a construção de um olhar autoral. Um mergulho no universo criativo das imagens. Os mentores Claudio Feijó e Eder Chiodetto acompanham a jornada dos participantes em episódios com diferentes temas fotográficos, em um desafio de técnica e sensibilidade Os participantes serão : Rafael Aguiar, Luan Batista, Julio Cesar, Yve Louise, Camilla Kinker, Daniella Ometto os mentores serão Claudio Feijó e Eder Chiodetto e a apresentação é de  Thalma de Freitas. Claudio Feijó é pedagogo, psicólogo clínico e fotógrafo; ex-diretor e professor da Escola de Fotografia Imagem-Ação desde 1972; tem vasta experiência na área de ensino (como professor, diretor, orientador educacional e colaborador); foi consultor técnico da Polaroid do Brasil de 1989 à 1999; tem trabalhos fotográficos na Polaroid World Collection , na Coleção Masp-Pirelli, na Fototeca Cubana, além de em diversas coleções particulares; ainda na área de fotografia, foi premiado pelo Banco Real/ Fundação Roberto Marinho e com a Bolsa Marc Ferrez/Funarte; tem coordenado a Oficina Descondicionamento do Olhar desde 1986, por todo o país, nas mais diversas áreas de atuação (corporativa, educacional e de desenvolvimento criativo) Eder Chiodetto é curador especializado em fotografia, com mais de 70 exposições realizadas nos últimos 10 anos no Brasil e no exterior. Mestre em Comunicação e Artes pela Escola de Comunicações e Artes – ECA USP, jornalista, fotógrafo, curador independente e autor dos livros “O Lugar do Escritor”, “Geração 00: A Nova Fotografia Brasileira”, “Curadoria em Fotografia: da pesquisa à exposição”, entre vários outros. Nos últimos anos tem realizado a organização e edição de livros de importantes fotógrafos como Luiz Braga, photographerGerman Lorca, Cristiano Mascaro, Araquém Alcântara e Ana Nitzan , entre outros. É curador do Clube de Colecionadores de Fotografia do MAM – Museu de Arte Moderna de São Paulo desde 2006. Atua ainda como consultor de importantes prêmios internacionais tais como Prix Pictet, Paul Huf Award, Talent FOAM, LensCulture, Joop Swart Master Class World Press Photo e Photoville/Fence. Desde 2011 coordena o Ateliê Fotô, espaço de encontro dos Grupos de Estudos e Criação em Fotografia, orientando o trabalho de mais de 60 fotógrafos por semana.

 
LagosPhoto Festival / Lagos, Nigeria / 24 Nov. – 15 Dez.

LagosPhoto Festival / Lagos, Nigeria / 24 Nov. – 15 Dez.

Lançado em 2010, LagosPhoto une artistas locais e internacionais através de imagens que captam  experiências e identidades individuais de todo o continente africano.

Com o tema  “Regimes of Truth”,  e  curadoria  do famoso designer de moda Duro Olowu, o festival deste ano explora a busca  da verdade na sociedade contemporânea,

“Regimes da Verdade, portanto, rumina sobre a tensão e a confluência entre veracidade e artifício na sociedade de hoje”. Novos projetos irão estrear

junto com os trabalhos estabelecidos no programa de exposições,  com artistas destacados, incluindo James Barnor, Daniele Tamagni, Joana Choumali, Kadara Enyeasi, Hassan Hajjaj, Nicola Lo Calzo,

Bas Losekoot, Mohau Modisakeng, Zanele Muholi, Marilyn Nance e Liz Johnson. Artur, entre outros. Uma série de oficinas, apresentações e instalações performáticas   espalhadas por

espaços  públicos em Lagos completa o programa de eventos.

Saiba mais

Paris Photo /  França / 9 – 12 Novembro

Paris Photo / França / 9 – 12 Novembro

Paris Photo, a principal feira internacional dedicada à fotografia, está novamente configurada para assumir o Grand Palais na capital francesa, apresentando 190 expositores de 29 países.

A edição deste ano – 21 da feira – será caracterizada por um programa ambicioso e original que apresenta o melhor da fotografia em toda a sua diversidade.                                                                                                                                                                          

Fotografia de Rinko Kawauchi

A seção principal, com 151 galerias de todo o mundo, oferecerá aos visitantes um panorama completo da melhor fotografia do século XIX até o presente, com 29 Exposições individuais com

Vanessa Beecroft, Marcelo Brodsky, Paul Graham Rinko Kawauchi, Dana Lixenberg, Edgar Martins, Susan Meiselas, Boris Mikhailov, Arnold Odermatt, Shigeru Onishi e Sigmar Polke.

Complementando as apresentações das galerias serão 31 editores de fotografia especializados e livrarias que exibem edições raras e as últimas publicações. Nos eventos Paralelos,

o setor PRISMES apresentará 14 criações originais, incluindo séries de Henry Chalfant, Jungjin Lee e Tim Rautert; uma performance de Peter Miller; projetos especiais de Gilles Caron

e Karlheinz Weinberger; e instalações de Greg Crawford, Aurélie Petrel e Juergen Teller entre outros. Um setor de filmes / video recém-lançado que oferece três exibições diárias de filmes

de artistas em destaque completa o programa.

Mais informações.

Photo Vogue Festival  – Milão, Itália  de 15 – 19 Novembro

Photo Vogue Festival – Milão, Itália de 15 – 19 Novembro

O Festival da Photo Vogue abrirá em Milão, transformando a cidade em um palco para a fotografia contemporânea, com exposições e iniciativas artísticas a serem organizadas por instituições culturais, escolas de fotografia e galerias independentes especializadas.

 

O festival procura estabelecer-se como um ponto de referência para toda a fotografia e entusiastas da arte e da moda, dando aos profissionais e aos amadores a oportunidade de entrar em contato com fotógrafos de renome, curadores líderes e agências de maior prestígio.

Os destaques deste ano incluem uma mostra  sobre o mestre fotógrafo de moda Paolo Roversi, que será realizada no ilustre Palazzo Reale; uma exposição explorando o caminho através do qual – apesar de atrair críticas e controvérsias – a Vogue Italia aborda questões
sociais atuais através da fotografia de moda; e um show de grupo intitulado PhotoVogue / Visions, que oferece um caleidoscópio de diferentes visões autorais que refletem a própria natureza da Photo Vogue. Alexandra Von Fuerst, Cécile Smetana Baudier, Daniel Jack
Lyons, Harris Mizrahi, Justine Tjallinks, Kyle Weeks, Nadine Ijewere, Romina Ressia, Rosa Polin, Supranav Dash e Zhongjia Sun estão entre os fotógrafos destaque.

Para saber mais, visite 

SAN JOSÉ FOTO 2018   – Uruguai  – CONVOCATÓRIA

SAN JOSÉ FOTO 2018 – Uruguai – CONVOCATÓRIA

O FESTIVAL

O Festival Internacional de Fotografia SAN JOSÉ PHOTO 2018, pretende criar um espaço de reflexão, reunião e divulgação de produção fotográfica contemporânea na cidade de San José -Uruguay.
O evento convida os pensadores, artistas, professores, produtores e curadores de todo o mundo a desenvolver atividades que compõem um programa intenso durante os três dias do festival:
exposições ao ar livre, oficinas, leitura de portfólio,  projeções e iniciativas de participação comunitária são as ações centrais do festival.

Mais de 3000 pessoas visitaram a última edição das exposições e mais de 50 convidados de diferentes partes do mundo participaram.
O festival permite um encontro íntimo e cordial entre artistas e público, buscando a constante interação da fotografia com o espaço público e os cidadãos de San José.

Em sua  terceira edição, eles buscam  artistas talentosos de qualquer nacionalidade para apresentar projetos fotográficos e multimídia para se tornarem parte da exposição principal do festival.

 

TEMA

De uma perspectiva aberta a todas as práticas fotográficas SAN JOSÉ FOTO pretende explorar diferentes representações visuais relacionadas ao tema LINKS.

– Hoje em dia há uma preocupação real com as diferentes formas de ligar os seres humanos, um tempo de confusão onde as fronteiras entre pessoas, situações, experiências e até territórios foram dissolvidos.
Um tempo sem padrões, onde as formas de se conectar com o outro mudaram a velocidades e tecnologias sem precedentes, parece ser a força orientadora do comportamento.

Somos indivíduos funcionais para a vida comunitária e caminhamos por nossos caminhos criando vínculos sociais, culturais, emocionais, espirituais e fetichistas uns com os outros.
No entanto, a virtualização avança contra a experiência real, e as relações interpessoais perdem a frequência que nos separa do nosso corpo e do nosso território.

Passamos por um momento em que se torna necessário refletir sobre os modos de se relacionar: quais são os links que valorizamos hoje? Como os comportamentos sociais mudam com a interação tecnológica?
Como as diferentes gerações estão ligadas aos nativos digitais que vivem com análises?

Quais são as conexões que mantêm países, comunidades e famílias juntos na era da globalização? Como essas relações mudam dependendo do ambiente em que elas se desenvolvem?
Como essas questões podem ser respondidas através da fotografia contemporânea?

Nesta chamada internacional, faremos uma seleção de projetos que investigam os links humanos localizados em qualquer espaço real ou virtual do planeta.

Queremos conhecer uma ampla gama de histórias visuais que vão desde as micro-histórias humanas ou íntimas do ser humano até narrações ainda mais complexas sobre o comportamento atual de nossa espécie
em diferentes cenários sociais, culturais e tecnológicos; ensaios sobre a atual inter-relação dos habitantes da terra em chaves emocionais, espirituais, históricas, identitárias, materialistas e de atitude, em direção à natureza.

A convocatória  está aberta  à apresentação de séries fotográficas, bem como a outras propostas artísticas, baseadas em fotografia em relação intrínseca com outras artes visuais, sonoras e poéticas, como uma metáfora dos
links que existem entre todas as diferentes expressões de humanos conexões.

SAN JOSÉ FOTO OPEN CALL

Será realizado  de 6 a 8 de abril de 2018.

Inscrição

Convocatória MIS  SP  –   Nova Fotografia 2018

Convocatória MIS SP – Nova Fotografia 2018

O projeto anual Nova Fotografia tem por objetivo criar um espaço permanente para exposição de projetos fotográficos de artistas promissores e ainda pouco conhecidos que se distinguem pela qualidade e inovação de seu trabalho.

Nesta edição, até seis projetos fotográficos e dois suplentes serão selecionados para serem expostos ao longo do ano de 2018, pelo período aproximado de 45 dias, no espaço denominado “Nicho do Museu da Imagem e do Som (MIS).

As inscrições vão de 3 de outubro a 17 de novembro de 2017.

 

Clique aqui para ler a Convocatória Nova Fotografia 2018

Clique aqui para baixar a ficha de inscrição Nova Fotografia 2018

 

 

Curso MIS SP  –   Introdução à arte contemporânea brasileira

Curso MIS SP – Introdução à arte contemporânea brasileira

O curso apresenta uma introdução à arte contemporânea brasileira – entendida como aquela produzida a partir de 1960. Inicialmente, serão discutidas as diferenças teóricas entre arte moderna e contemporânea, para, a partir da análise de obras de diversos artistas, abordar: a incorporação de processos cotidianos na produção artística, tendências a uma aproximação da arte com a natureza, o uso da biografia como estratégia poética, questionamentos das categorias tradicionais da pintura e escultura e aproximações entre as artes plásticas e outras linguagens como a música, o cinema e o teatro, no Brasil.

Sobre o professor

Rafael Vogt Maia Rosa é crítico de arte, pesquisador e dramaturgo. Graduado em linguística, é mestre e doutor em literatura comparada pela USP. Foi, por duas vezes, pesquisador convidado na Yale University, em 2010/11 e 2013/15. Suas curadorias, ensaios e palestras procuram investigar relações entre arte e vida no contexto brasileiro das décadas de 1960 e 1970 e suas ressonâncias na atualidade. Publicou entrevistas dispersas com escritores e artistas como Paulo de Carvalho Neto, Alan Pauls, José Resende, Nelson Leirner e Tunga, entre outros. Iniciou, em 2001, um ciclo de palestras sobre arte contemporânea brasileira que vem ministrando em museus, instituições e galerias de arte. Atualmente, é pós-doutorando no Departamento de Artes Plásticas da ECA-USP, onde realiza pesquisa sobre a biografia e a obra de Wesley Duke Lee.

Para eventuais dúvidas, escreva para: labmis@mis-sp.org.br

Data 23out a 01dez2017
segundas, quartas e sextas,
das 19h às 21h30

16 encontros

64 vagas

auditório LABMIS

R$250,00

Temporada de Projetos 2018 – Inscrições – Paço das Artes SP

Temporada de Projetos 2018 – Inscrições – Paço das Artes SP

Temporada de Projetos 2018 – Inscrições

O Paço das Artes – instituição da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo – lança a convocatória da Temporada de Projetos 2018. O júri selecionará um projeto curatorial e nove trabalhos artísticos, que serão expostos em datas e local a serem definidos pelo Paço das Artes, atualmente sediado no Museu da Imagem e do Som (MIS), na av. Europa, 158 – Jardim Europa.

Inscrições prorrogadas até 18 de outubro de 2017

Paço das Artes @ MIS
Avenida Europa 158, Jardim Europa. São Paulo, SP

CONVOCATÓRIA PARA O PROGRAMA
TEMPORADA DE PROJETOS 2018

A Temporada de Projetos do Paço das Artes, um dos programas mais importantes da instituição, abre a Convocatória 2018. A Temporada é um espaço aberto às produções artísticas e curatoriais emergentes e à consequente reflexão crítica que as acompanha. Os selecionados receberão um Prêmio de Participação. O programa também disponibiliza ajuda de custo aos selecionados residentes fora do Estado de São Paulo, dentro do território nacional. Além disso, a Temporada de Projetos conta com a publicação de um catálogo com imagens e textos críticos de todos os projetos apresentados.

Para 2018, serão realizados 9 (nove) exposições individuais e 1 (um) projeto de curadoria selecionados entre os inscritos.

INSCRIÇÕES DE 8 DE AGOSTO A 30 DE SETEMBRO DE 2017 (NOTA SOBRE PRORROGAÇÃO)

REGULAMENTO

A Associação do Paço das Artes Francisco Matarazzo Sobrinho Organização Social de Cultura, sociedade civil sem fins lucrativos, no exercício das atribuições, conforme Estatuto Social registrado no 1º Oficial de Registro de Títulos e Documentos e Civil de Pessoa Jurídica de São Paulo, torna pública a presente Convocatória, válida para todo o território nacional, e disposições abaixo estabelecidas:

I DO OBJETO

1.1. O objeto desta Convocatória é a seleção de projetos visando ao estímulo, à reflexão e à produção de artistas e curadores emergentes, no sentido de fomentar a diversidade das linguagens artísticas em suas variadas formas de manifestação, possibilitando, através de apoio financeiro, a realização de exposições em espaço a ser definido pelo Paço das Artes, localizado temporariamente no Museu da Imagem e do Som (MIS-SP), na Av. Europa 158 – Jardim Europa – São Paulo/SP.

II DAS CONDIÇÕES

2.1. Estão habilitadas a participar desta Convocatória pessoas físicas envolvidas com as artes visuais, considerando:

a) Pessoa Física: indivíduos ou representantes de grupo de artistas maiores de 18 (dezoito) anos.

2.2. Os candidatos devem ser brasileiros natos ou residir no Brasil há mais de cinco anos e possuir RNE.

2.3. É vedada a inscrição de membros do júri e da comissão organizadora, funcionários, servidores, prestadores de serviços ligados diretamente à Associação e membros do Conselho de Administração e seus parentes de até 3º grau.

2.4. Todas as ações propostas e produtos gerados nesta Convocatória deverão ser oferecidos ao público.

2.5. A presente Convocatória contemplará 9 (nove) projetos individuais em espaço coletivo e 1 (um) projeto de curadoria.

2.5.1. Entendido que as artes visuais constituem um campo de múltiplas manifestações, o (a) proponente terá ampla liberdade quanto às linguagens de arte contemporânea que serão desenvolvidas em seu projeto, podendo direcioná-las a qualquer público, observado o caráter exclusivo da obra para a Temporada de Projetos 2018, e considerando que as mesmas serão expostas em local público de livre acesso.

2.5.2. O (A) proponente deverá considerar os resultados do projeto como contribuições ao conhecimento e à difusão de processos criativos em artes visuais. Deverão ser considerados a qualidade, o planejamento e a divulgação necessários para a disponibilização de seus resultados à sociedade.

2.6. O (A) proponente poderá inscrever até 3 (três) projetos, podendo ser selecionado apenas 01 (um), seja o mesmo individual ou em grupo. Caso deseje inscrever mais do que um projeto, o (a) proponente deve fazer uma ficha para cada proposta e enviá-las separadamente.

2.6.1. O (A) proponente deverá formatar o seu projeto obedecendo às exigências desta Convocatória, podendo escolher qualquer temática ou proposta que considere de interesse para as artes visuais.

III DA INSCRIÇÃO/REGULAMENTO

3.1. As inscrições serão gratuitas, realizadas no período de 8 de agosto a 30 de setembro de 2017 (NOTA SOBRE PRORROGAÇÃO), devendo ser enviadas pelo correio ou feitas diretamente no Museu da Imagem e do Som (MIS-SP), onde o Paço das Artes está localizado, contendo os itens necessários para efetivar a inscrição e as demais exigências constantes desta Convocatória.

3.2. As inscrições poderão ser realizadas diretamente no Museu da Imagem e do Som (MIS-SP) aos cuidados do Núcleo de Projetos do Paço das Artes, de terça a sexta-feira, no período das 12h às 20h. No caso de inscrições enviadas pelos Correios, será considerada a data de postagem.

3.3. Os participantes que realizarem a entrega do projeto via Correios e desejarem receber o comprovante devem fazer o envio na modalidade de carta registrada com Aviso de Recebimento (AR), até a data de postagem informada nesta Convocatória (item 3.1.).

3.3.1. O comprovante de Aviso de Recebimento dos Correios, documentando a entrega do projeto ao Paço das Artes no MIS, servirá como comprovante de inscrição.

3.3.2. O projeto completo deve estar contido em envelope A4 ou embalagem apropriada de mesmo tamanho, identificado com o nome do artista/curador, para o seguinte destinatário:

Paço das Artes no MIS / Núcleo de Projetos
Temporada de Projetos 2018
Av. Europa 158
Jardim Europa, São Paulo-SP, CEP 01449-000

3.4. Na hipótese de inscrição de propostas de grupo de artistas, apenas um membro deverá constar como responsável pela inscrição, sendo ele identificado como proponente e os demais como anuentes.

3.5. A Associação não se responsabiliza por projetos extraviados, não entregues no endereço e postados fora do prazo determinado nesta Convocatória.

3.6. O projeto deverá ser entregue na íntegra, não sendo admitidas alterações ou complementação posteriores à entrega.

Os projetos apresentados deverão ser de caráter contemporâneo e exclusivo para a Temporada de Projetos 2018.

3.8. A Associação não se compromete a devolver os projetos não aceitos.

3.9. O projeto de artista poderá ser apresentado por artista individual ou por grupo de artistas (representado por um dos integrantes do grupo).

3.10. O projeto de curadoria poderá incluir obras de, no máximo, 7 (sete) artistas.

3.11. Não serão aceitas inscrições de artistas/curadores que participaram das edições de 2016 ou de 2017 da Temporada de Projetos.

IV DO PROJETO

4.1. Os projetos para exposições individuais ou de grupos e de curadoria deverão conter, na forma impressa:

a) ficha de inscrição, devidamente preenchida e assinada (disponível no site www.pacodasartes.org.br);

b) texto conceitual explicativo da proposta, com objetivo e justificativa do projeto;

c) memorial descritivo técnico com 1 (uma) lauda (1.000 caracteres sem espaço);

d) currículo resumido do artista/curador;

e) cronograma de execução (tempo necessário para realização da obra/projeto);

f) registro de imagens a cores em papel ou CD devidamente identificados (não serão consideradas imagens em slide). As imagens devem estar acompanhadas de nome do artista, título e data da obra, técnica e dimensões;

g) orçamento detalhado do projeto, incluindo especificações dos materiais necessários e relação dos equipamentos que serão utilizados para a montagem. A não apresentação desse item exclui automaticamente o projeto da seleção;

h) no caso de projetos em vídeo ou de performance, serão aceitos somente DVDs editados ou demo com tempo máximo de duração de 5 (cinco) minutos.

V DO PRÊMIO

5.1. Os projetos de artistas selecionados para exposição receberão a quantia de R$ 1.300,00 (um mil e trezentos reais) a título de Prêmio de Participação para Exposição.

5.1.1. O pagamento do Prêmio de Participação será realizado durante o período da exposição.

5.1.2. No caso de projeto de grupo, o pagamento no valor de R$ 1.300,00 (um mil e trezentos reais) será feito ao seu representante.

5.2. O projeto de curadoria selecionado receberá a quantia de R$ 3.200,00 (três mil e duzentos reais) a título de Prêmio de Participação para Curadoria. Os artistas participantes da curadoria receberão a quantia de 1.300,00 (um mil e trezentos reais) a título de Prêmio de Participação para Exposição.

5.3. Casos omissos em relação ao projeto de curadoria serão analisados pelo júri e pela direção.

VI DA SELEÇÃO

6.1. A seleção será realizada por comissão julgadora composta por até 7 (sete) críticos convidados pela Associação, selecionados entre nomes renomados e jovens críticos.

6.2. São critérios gerais norteadores da avaliação dos projetos a serem contemplados pela presente Convocatória:

a) qualidade e excelência dos projetos;

b) qualidade artística e poética, ineditismo da proposta e coerência conceitual;

c) clareza do memorial descritivo e do desenvolvimento da proposta;

d) viabilidade do cronograma proposto;

e) adequação orçamentária do projeto ao orçamento da Temporada de Projetos 2018, que prevê até R$ 5.000,00 (cinco mil reais) para a produção das obras dos projetos selecionados. O orçamento da produção será administrado pelo Paço das Artes. Não estão inclusos nesse valor os itens 5.1, 5.2 e 7.1 (c, d, e, f, g, h, i). 6.3. Além de nove projetos de artistas e de um projeto de curadoria, a comissão deverá selecionar três projetos suplentes, sendo dois de artistas e um de curadoria.

6.4. Ocorrendo desistência ou impossibilidade de contratação por parte de algum selecionado, será chamado o primeiro suplente da lista.

6.5. A comissão de seleção é soberana, não cabendo veto ou recurso às suas decisões.

6.6. O resultado do processo seletivo será divulgado no site www.pacodasartes.org.br.

VII DAS OBRIGAÇÕES

7.1. À Associação cabem as seguintes obrigações:

a) para projetos individuais e em grupo: destinar um espaço expositivo de até 80 m² (oitenta metros quadrados);

b) para projeto de curadoria: destinar um espaço expositivo de até 80 m² (oitenta metros quadrados);

c) imprimir materiais gráficos a critério da Associação, tais como convite e/ou programação visual;

d) divulgar as exposições por meio de assessoria de imprensa;

e) elaborar texto crítico para exposições individuais ou em grupo (no caso de curadoria, o autor do texto será o próprio curador);

f) incluir textos e imagens das mostras no site www.pacodasartes.org.br;

g) elaborar catálogo, que poderá ser coletivo, composto por textos institucionais, textos críticos e imagens;

h) preencher laudo técnico com as condições das obras na chegada e na saída do espaço expositivo do Paço das Artes;

i) O artista/curador selecionado residente em outro Estado será contemplado com passagem aérea (ida e volta dentro do território nacional), hospedagem e ajuda de custo por até 5 (cinco) dias, de acordo com procedimento padrão da Associação.

OBSERVAÇÕES: No caso de projeto apresentado por grupo, somente serão disponibilizados os itens acima para um representante. Não estão previstos custos de passagem aérea, hospedagem e traslados para os artistas participantes do projeto de curadoria selecionado.

OBSERVAÇÕES:

a) o espaço expositivo destinado a cada projeto selecionado poderá sofrer alterações para adequar-se ao programa de exposições da Associação.

b) a escolha dos autores dos textos críticos, textos institucionais e verbetes críticos fica a critério da Associação.

c) os conteúdos e formatos do convite, catálogo e/ou programação visual ficam a critério da Associação (qualquer material impresso específico deverá ser submetido à aprovação institucional e deverá constar no projeto).

d) caso o artista obtenha apoio, a Associação poderá oferecer inserção do logo no painel de entrada do Paço das Artes, mediante análise e prévia aprovação da direção.

7.2. Ao artista/curador cabem as seguintes obrigações:

a) assinar contrato com a Associação, sob pena de cancelamento da exposição;

b) responsabilizar-se pelos encargos relativos à embalagem, ao transporte (entrega e retirada no local) e ao seguro das obras a serem expostas;

c) retirada da(s) obra(s), ao término do período de desmontagem da mostra, de acordo com o cronograma estipulado pela Associação;

d) fornecer comprovantes das licenças de direitos de propriedade intelectual e de direitos autorais relacionados às obras de terceiros a serem utilizadas na(s) obra(s) expostas;

e) estar presente na abertura da Temporada de Projetos 2018, e durante a montagem de seu projeto, salvo motivo de força maior; f) entregar material (projeto, memorial, biografia, ficha técnica, verbetes, imagens) para divulgação e realização do catálogo de acordo com o cronograma estipulado pela Associação;

g) comunicar por escrito à Associação eventuais mudanças de endereços, inclusão de apoiadores e outras informações relevantes;

h) observar as normas e procedimentos próprios da Associação;

i) participar do encontro com artistas, grupo ou curador(a) em data programada pela Associação junto ao Núcleo Educativo do Paço das Artes.

OBSERVAÇÃO:

a) A Associação não se responsabiliza por danos ocorridos às obras expostas ou possíveis remontagens das mesmas durante o período da mostra.

VIII DA MOSTRA

8.1. As mostras dos artistas selecionados serão organizadas de acordo com programação, cronograma e orçamento definido pela Associação no decorrer do ano de 2018.

8.2. Os artistas realizarão exposições individuais paralelas em espaço coletivo.

IX DA DIVULGAÇÃO

9.1. A divulgação dos selecionados deverá ocorrer em novembro de 2017 por meio do site do Paço das Artes (www.pacodasartes.org.br). Os artistas e o curador selecionados serão notificados por e-mail e/ou telefone.

9.2. O resultado da seleção também será divulgado para a imprensa.

X DOS DIREITOS AUTORAIS E DO DIREITO DE IMAGEM

10.1. Pela adesão à presente Convocatória, o(a) candidato(a) inscrito(a) que venha a ser selecionado(a) autoriza a Associação e o Governo do Estado de São Paulo a utilizar imagens da produção artística das etapas do projeto em mídia impressa ou eletrônica, para divulgação dos projetos.

10.2. As instituições que constam do item acima poderão, ainda, autorizar a utilização dessas imagens, cujos direitos são ora cedidos a terceiros, para fins educacionais e de divulgação, sem comercialização.

10.3. É responsabilidade do artista ou curador selecionado obter licenças de direitos de propriedade intelectual e de direitos autorais incidentes sobre as obras de terceiros a serem utilizadas na sua obra. As referidas licenças de direitos deverão ser colocadas à disposição da Associação, devidamente assinadas e com firma reconhecida, conforme modelo que será disponibilizado, sob pena de desclassificação. Em caso de contestação, o artista se tornará responsável civil e criminalmente, isentando os organizadores e demais empresas e/ou instituições vinculadas ao Paço das Artes de qualquer responsabilidade.

XI DA COMUNICAÇÃO INSTITUCIONAL

11.1. As logomarcas da Associação e do Governo do Estado de São Paulo deverão obrigatoriamente ser fixadas em todas as peças gráficas de divulgação dos projetos selecionados, sob as chancelas “Apresenta” e /ou “Realização”, de forma padronizada, devendo ser aprovados pela Associação antes de sua veiculação.

11.2. Caso a obra seja produzida com apoio financeiro da Associação, deverá trazer sempre que for exposta as logomarcas da Associação e do Governo do Estado de São Paulo, sob a chancela de “Apoio”. A aplicação da logomarca deverá ser aprovada pela Associação antes da sua veiculação.

XI DISPOSIÇÕES FINAIS

12.1. O ato de inscrição implica a automática autorização, por parte do artista/curador selecionado, de gravação de sua imagem e voz, bem como a posterior utilização institucional, sem limitação de prazo e território, para as finalidades a que se propõe esta Convocatória.

12.2. Os esclarecimentos referentes à Temporada de Projetos serão prestados pelo telefone (11) 2117-4777 (Ramais 412 e 413), de segunda a sexta-feira, das 14h às 18h, ou pelo e-mail: temporadadeprojetos@pacodasartes.org.br.

12.3. O ato de inscrição implica a automática e plena concordância com todos os termos desta Convocatória, e a inobservância das normas estabelecidas implica o indeferimento da inscrição do projeto.

12.4. Casos omissos serão definidos pela comissão de seleção e pela diretoria da Associação dos Amigos do Paço das Artes.

DOWNLOADS
Ficha de inscrição
Convocatória Temporada de Projetos 2018

Abertas inscrições para o Grand Prix Fotofestiwal 2018 – Polônia.

Abertas inscrições para o Grand Prix Fotofestiwal 2018 – Polônia.

Estão abertas as inscrições para o Grand Prix Fotofestiwal 2018, convocatória do festival de fotografia que será realizado durante o mês de junho do ano que vem em Łódź, na Polônia.

A participação é aberta a fotógrafos profissionais e amadores de qualquer nacionalidade e faixa etária.

As inscrições podem ser feitas até 26 de novembro de 2017 através do site.

Cada participante pode enviar um ou dois projetos com 10 a 20 fotos (fotos únicas ou série).

A taxa de inscrição é de 25 euros para cada projeto enviado. Leia o regulamento.

O vencedor receberá um prêmio em dinheiro no valor de R$ 9.000).

Os 10 finalistas terão seus trabalhos expostos durante o festival em Łódź, que recebe mais de 20 mil espectadores anualmente.

Aberta Convocatória do Festival de la Luz – Argentina – 2018

Aberta Convocatória do Festival de la Luz – Argentina – 2018

Estão abertas as inscrições para a convocatória do XX Encuentros Abiertos – Festival de la Luz 2018, que vai selecionar trabalhos fotográficos para uma série de exposições que acontecerão por toda a Argentina entre agosto e setembro do ano que vem. Essa edição do festival tem como tema “Por la Vida”.

Podem participar fotógrafos e coletivos de qualquer nacionalidade, sem limite de quantidade de projetos. As inscrições podem ser feitas até o dia 30 de outubro através do e-mail produccion@encuentrosabiertos.com.ar.

Os participantes devem enviar entre 10 e 40 fotos acompanhadas de dados pessoais, currículo e texto descritivo do trabalho.

As propostas serão avaliadas por um Comitê de Seleção composto por Elda Harrington, Silvia Mangialardi e Frank Rodick.

O resultado será anunciado em março de 2018 e os trabalhos selecionados deverão ser entregues emoldurados e prontos para serem pendurados.

 

Acesse o site para mais informações.

Photographic  Museum of Humanity dá bolsas para fotógrafas

Photographic Museum of Humanity dá bolsas para fotógrafas

O PHmuseum (Photographic Museum of Humanity) é o primeiro “museu online” dedicado à fotografia. Ele foi lançado em 2012 e tem o objetivo de conectar profissionais da indústria fotográfica e criar um espaço onde todos possam aprender sobre o tema.

A plataforma apresenta exposições online mensalmente e hospeda obras de profissionais internacionalmente conhecidos. Uma das iniciativas mais importantes do PHmuseum são os concursos que concedem bolsas de apoio a fotógrafos e fotógrafas de todo o mundo.

PHmuseum abriu recentemente as inscrições para a primeira edição do Women Photographers Grant. O programa anual irá conceder bolsas para fotógrafas mulheres. Ele tem o objetivo de divulgar e apoiar o trabalho e a carreira de profissionais de todas as origens, idades e áreas.

O prêmio da plataforma online com curadoria dedicada à fotografia contemporânea busca também promover histórias narradas a partir de uma perspectiva feminina. A ideia de dar bolsas para fotógrafas mulheres responde à necessidade de combater a discriminação de gênero no mundo da fotografia.Bolsas e inscrições

A seleção será feita por um júri internacional composto por quatro mulheres de destaque na área. As bolsas para mulheres fotógrafas incluem:

  • 1º lugar: 5 mil libras esterlinas, uma projeção no Photo Vogue Festival 2017, uma publicação na YET Magazine e divulgação através do PHmuseum;
  • 2º lugar: 2 mil libras esterlinas, uma projeção no Photo Vogue Festival 2017, uma publicação na YET Magazine e divulgação através do PHmuseum;
  • 3º lugar: 1 mil libras esterlinas, uma projeção no Photo Vogue Festival 2017, uma publicação na YET Magazine e divulgação através do PHmuseum;
  • Bolsa Nova Geração (até 30 anos): uma oficina na Summer School of Photography 2018, uma indicação para a World Press Photo 2018 Joop Swart Masterclass, uma projeção no Photo Vogue Festival 2017, uma publicação na YET Magazine e divulgação através do PHmuseum.

Um projeto também será selecionado para uma mostra individual no Organ Vida 2018, um festival internacional de fotografia que ocorre na Croácia.

As inscrições devem ser feitas até 12 de outubro no site do PHmuseum. Para concorrer, é preciso enviar um projeto com no máximo 20 fotografias.

No mínimo quatro delas devem ter sido feitas depois de janeiro de 2015. É recomendado que as imagens tenham pelo menos 5MB e 1000px.

Os nomes das selecionadas que ganharão as bolsas para fotógrafas mulheres serão divulgados em novembro.

Acesse o edital com todas as informações sobre o concurso
Faça a sua inscrição
Saiba mais sobre o PHmuseum

Abre Alas – A Gentil Carioca

Abre Alas – A Gentil Carioca

A Gentil Carioca abre seu Edital para o ABRE ALAS 14 | 2018, com o objetivo de lançar e apostar em artistas de vários estados do Brasil e do exterior, mediante envio de propostas de acordo com Edital de 03 de outubro até 03 de novembro de 2017.

Abaixo o Link do Edital
https://www.pdf.investintech.com/preview/8752bb70-a881-11e7-8b44-002590d31986/index.html

EDITAL ABRE ALAS 14 | 2018
1 – DAS INSCRIÇÕES:
1.1 – Encontram-se abertas, no período de 03 de outubro 03 de Novembro de 2017, as
inscrições para artistas e/ou coletivo de artistas interessados em expor suas propostas nos
espaços da A Gentil Carioca, no Rio de Janeiro;
1.2 – As propostas serão avaliadas e selecionadas por curadores convidados pela A Gentil
Carioca.; data de divulgação dos artistas selecionados: até 30 de Novembro de 2017;
1.3 – Poderão inscrever-se artistas brasileiros ou estrangeiros;
1.4 – As inscrições são gratuitas e serão feitas mediante o envio de Portfólio (digital) contendo
documentação abaixo relacionada. Enviar a documentação exclusivamente para o e-mail:
agcabrealas14@gmail.com
1.4.1 – Proposta de exposição, sucinta e objetiva, e com especificação das obras que
comporão a exposição, descrição dos equipamentos utilizados ou de materiais específicos no
caso de instalações ou obras multimídia;
1.4.2 – Currículos artísticos, atualizados e resumidos, do artista e/ou de todos os artistas
participantes.
1.4.3 – Endereço, telefone e/ou e-mail para contato;
1.4.4 – Projeto detalhado para o caso de instalações;
1.4.5 – O formato dos portfolios deverão ser em .pdf, com no máximo 10 imagens;
2 – DAS PROPOSTAS
2.1 – Os artistas poderão inscrever-se em quaisquer categorias de produção artística, desde
que as propostas apresentadas possam se adequar ao espaço da galeria;
3. DA SELEÇÃO
3.1 – Apenas as propostas aprovadas serão comunicadas aos selecionados por email;
3.2 – As propostas deverão ser enviadas exclusivamente para o e-mail:
agcabrealas14@gmail.com
4 – DOS CRITÉRIOS DE SELEÇÃO
4.1 – Serão selecionados até 20 artistas e/ou coletivos;
5. DOS ARTISTAS SELECIONADOS
5.1 – Abertura 27 de janeiro de 2018 18h às 22h
5.2 – Período da exposição: de 29 de janeiro até 03 de março de 2018;
5.3 – O projeto não inclui pró-labore para os artistas, que são responsáveis pela produção,
transporte e embalagem de suas próprias obras;
5.4 – A A Gentil Carioca oferece montadores, festa de abertura, catálogo colorido e divulgação
na imprensa;
5.5 – As obras poderão ser comercializadas. Em caso de venda, 50% será para o artista e 50%
para a A Gentil Carioca;
5.6 – Depois de selecionadas, as obras deverão ser entregues na A Gentil Carioca, em
perfeitas condições, no prazo a ser informado;
5.6.1 – O transporte das obras para entrega e retirada, será de total responsabilidade do artista,
assim como qualquer outro transporte necessário para colocação/ retirada da obra no espaço
da A Gentil Carioca.
5.6.2 – Após o período de desmontagem, as obras deverão ser retiradas em até 10 dias. Após
esse período, A Gentil Carioca não se responsabiliza por seu armazenamento;
5.6.3 – Caso o artista solicite o envio das obras via correio, os valores de postagem serão de
responsabilidade do mesmo;
6. DO ESPAÇO DE EXPOSIÇÕES
6.1 – A galeria fica aberta de segunda a sexta, das 12h às 19h, sábados com agendamento.
Exposição Natureza Concreta – Curadoria de Mauro Trindade

Exposição Natureza Concreta – Curadoria de Mauro Trindade

A CAIXA Cultural Rio de Janeiro apresenta, de 9 de setembro a 12 de novembro de 2017, a exposição NATUREZA CONCRETA, que discute e aprofunda um tema de interesse permanente na arte, na ciência e na filosofia: as relações dos seres humanos com a natureza e o mundo que os cerca. Entre fotografias, vídeos e instalações em formatos variados, serão apresentadas 94 obras de 17 artistas e grupos brasileiros. O projeto tem curadoria de Mauro Trindade e patrocínio da Caixa Econômica Federal e do Governo Federal.

Participam da exposição: Alexandre Sant’Anna, Ana Quintella & Talitha Rossi, Ana Stewart, Bruno Veiga, Cássio Vasconcellos, Claudia Jaguaribe, Gilvan Barreto, Greice Rosa & Grupo A CASA, Hugo Denizard, Iatã Cannabrava, José Diniz, Luiz Baltar, Marco Antonio Portela, Pedro Motta, Rogério Faisal e Rogério Reis. Em todos, há uma preocupação permanente com a relação entre o homem e o meio ambiente, um tema cada vez mais redescoberto na fotografia contemporânea e que se volta para as próprias origens da arte fotográfica.

Os trabalhos oferecem a oportunidade de se discutir temas como cidades, habitação, mobilidade, ecologia e sustentabilidade, economia e tecnologia, e história e transcendência, sempre colocando o ser humano em perspectiva. “Através das obras de alguns dos maiores nomes da fotografia contemporânea brasileira, a exposição Natureza Concreta propõe uma ampla reflexão a respeito dos limites entre natureza e cultura, objetividade e subjetividade. Os trabalhos operam em um campo ampliado da fotografia, que inclui impressões em materiais variados, vídeos e instalações”, comenta o curador Mauro Trindade.

Na exposição, o público poderá conferir, por exemplo, as fotos inéditas de Alexandre Sant’Anna que renovam o olhar sobre a Amazônia, superando o modelo exótico e colorido da região; as imagens noturnas de Cássio Vasconcellos, reveladoras da serialização da sociedade contemporânea; a série Quando Eu Vi – Bibliotecas, de Claudia Jaguaribe, que propõe uma revisão do conceito de paisagem natural; a série Parques, de Rogério Faisal, que confronta o vazio urbano; e as imagens de pacientes psiquiátricos e travestis de Hugo Denizard.

 

Atividades extras:

No dia 16 de setembro (sábado), às 15h, o curador Mauro Trindade realiza uma visita guiada aberta ao público, com lançamento do catálogo da exposição.

E no dia 28 de outubro (sábado), às 15h, o curador e alguns artistas recebem o público para um bate-papo gratuito. Os ingressos para esta atividade serão distribuídos 30 minutos antes na bilheteria da CAIXA Cultural

Onde:

Av. Almirante Barroso, 25 – Centro
Rio de Janeiro
(21) 3980-3815
Rock in Rio,  Galeria Movimento  e  PandoraPix.

Rock in Rio, Galeria Movimento e PandoraPix.

Em pleno dia mundial do rock a nova Cidade do Rock recebeu 5 dos maiores grafiteiros do país:  Toz, Tinho, Mateu Velasco, Ramon Martins e BR Bogossian que levam seu talento e suas cores aos contêineres que farão parte da cenografia do palco StreetDance no Rock in Rio.

A curadoria é de Ricardo Kimaid Jr da Galeria Movimento,  e a PandoraPix vai produzir   200 impressões  Fine Art dessa intervenção que terão um certificado  numerado e assinados pelos artistas.

As obras  fazem parte do projeto “Arte por um mundo melhor”   e serão vendidas durante o Rock in Rio,  a receita resultante dessa venda será revertida para o Amazonia Live, projeto socioambiental do Rock in Rio, para o plantio de árvores.

 

 

PandoraPix – sua melhor impressão.

PandoraPix – sua melhor impressão.

A PandoraPix é um estúdio de impressão fine art certificado pela Hahnemühle no Rio de Janeiro.

Estamos em Laranjeiras e atendemos em nosso estúdio : galerias, museus, fotógrafos, artistas, designers,
curadores, produtores, arquitetos, amantes da imagem e demais profissionais do mercado de arte.

Nossa produção abrange desde caixas de portfolio até exposições completas, imprimindo em
diversos suportes (papel, canvas,, metacrilato).

Nossas impressões são feitas seguindo padrões museológicos, em papel de algodão Hahnemuhle, Canson
e Awagami que garantem durabilidade de até 250 anos.

Utilizamos materiais de PH neutro, monitores calibrados, impressoras HP Designjet Z3200PS,
com 12 cores de pigmento mineral considerada a melhor e mais moderna impressora para impressões Fine Art.

Somos os únicos no Rio de Janeiro que fazemos certificado numerado e com selo holográfico para as obras.
Enviamos anexo gratuitamente uma obra e seu respectivo certificado para ilustração.

Auxiliamos a realização de projetos de exposição, fazemos tratamento de imagens e interpretação com
o autor ajudando a decidir a melhor mídia para cada trabalho.

Todo o processo supervisionado por profissionais com experiência no ramo de Impressões, ampliações fotográficas, e tratamento de imagem.

Cuidamos com excelência da sua impressão, oferecemos atendimento personalizado e com hora marcada, para quevocê tenha a maior atenção e a garantia da melhor qualidade final do trabalho.

A PandoraPix é a sua nova opção de ateliê de impressão fine art no Rio de Janeiro.

Conte conosco!

Agende sua visita.

www.pandorapix.com

Laranjeiras – RJ

21 3283 8000

 

Exposição Solotransição de Xico Chaves na galeria Movimento

Exposição Solotransição de Xico Chaves na galeria Movimento

Solotransição, título dado por Xico Chaves à sua primeira exposição em galeria particular desde 1989, é esclarecedor já que aponta não somente para as transformações ocorridas em seu trabalho neste período , como também para a consolidação do eixo poético que nucleia seu processo criativo.

O trabalho de Xico Chaves vem se desenvolvendo desde os primórdios dos anos 70 em torno de questões recorrentes como o interesse pela experimentação de linguagens e meios técnicos de natureza diversa. Mas ao lado dessa vertente experimental voltada para a reconstrução poética da vida contemporânea por meio de ações multimidiáticas, Xico vem produzido pinturas e objetos cujo silêncio difere da ruidosa fricção entre arte, palavra e mídias técnicas tão característica de sua obra.

Tal polarização entre o silencio de um ofício ancestral, como a pintura, e a articulação narrativa da crítica política e ideológica aos meandros obscuros do poder institucionalizado − por meio de interlocução alternativa com a cultura popular urbana brasileira − configura, esclarece e justifica a liberdade de Xico ao editar poesia e visualidade, tecnologia e artesanato, articulando-os em rede.
.
Há, portanto, uma contiguidade coerente entre o fazer manual da pintura e o apreço de Xico pela potência temático –semântica das novas tecnologias da imagem (da fotografia à computação). Característica que nos permite afirmar que o núcleo investigativo de qualquer obra de Chaves resulta do afloramento crítico do que os discursos sobre a arte e a sociedade costumam velar

Toda a pintura do artista, desde as séries mais antigas – como as da Nova Matéria, da década de 80 − às mais recentes – como as da série The Big Bang (2017) foi produzidacom minerais, pigmentos naturais e resina acrílica com o intuito de tornar visíveis os materiais de que são feitas, de trazer à superfície da Terra, suas entranhas. Há aqui, sobretudo, a intenção de revelar essa potência invisível (posto que oculta) pelo simples ato de trazê-la à luz tornando-a aparente (e acessível ao olhar).

Tais pinturas e objetos, portanto, não buscam seu sentido nem na palavra, nem na imagem figurada, mas no teor semântico inerente aos materiais neles utilizados. Expostos numa ordenação compositiva mínima estes materiais parecem evocar simbolicamente um âmbito fundamental e permanente (mas não ontológico) que precede, e sobreviverá por milênios ao contexto histórico em que vivemos e onde hoje Xico decisivamente atua.

Por estas razões, a despeito parecerem abstratos, esses trabalhos podem ser tomados, inversamente, como âncoras poéticas do processo criativo experimental de Xico Chaves.

Fernando Cocchiarale

curadoria: Fernando Cocchiarale e Lais Denise Santana

NFORMAÇÕES DE CONTATO ADICIONAIS
contato@galeriamovimento.com
www.galeriamovimento.com
Av. atlantica 4240 – 212 e 213
Rio de Janeiro
(21) 2267-5989
Curso “A fotografia através da arte”  por Agnaldo Farias no Instituto Moreira Salles, SP

Curso “A fotografia através da arte” por Agnaldo Farias no Instituto Moreira Salles, SP

“A fotografia através da arte”, primeiro módulo do curso “Histórias da fotografia”, será ministrado por Agnaldo Farias no Instituto Moreira Salles, SP – IMS Paulista nos dias 26/9, 3/10, 10/10 e 17/10,

das 19h às 21h. O curso tem um investimento de R$200, com desconto de 50% para estudantes, professores e pessoas maiores de 60 anos.

As inscrições já podem ser feitas pelo site Eventbrite: https://goo.gl/vAPgN2

Agnaldo Farias é curador, crítico de arte e professor da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP.

Mais informações: cursos.paulista@ims.com.br

****
A história de como a fotografia se tornou uma das protagonistas da cena artística contemporânea remonta aos anos 1960, quando a fotografia abstrata, as fotocolagens, as intervenções sobre negativos e a pós-produção da imagem ganham mais espaço, num contexto dominado pela objetividade fotográfica, assim como os registros de performances, os ambientes imersivos com imagens fotográficas e o emprego da fotografia pela arte conceitual, entre outros.

****

Sobre o curso “Histórias da fotografia”

Como alternativa a uma história da fotografia única e cronológica, este curso apresenta histórias variadas a partir de temas que atravessam a produção fotográfica: a arte, as exposições e a imprensa (neste semestre), os livros, a moda e a fotografia amadora (no primeiro semestre de 2018).

Os módulos podem ser cursados de maneira independente, mas as inscrições para um segundo e/ou terceiro módulos têm desconto. R$ 200 na inscrição para um módulo, R$ 340 na inscrição para dois módulos, R$ 480 na inscrição para os três.

• Curso “A fotografia através das exposições” | módulo 2:https://goo.gl/9TSZWY
• Curso “A fotografia através da imprensa” | módulo 3:https://goo.gl/2u6uPW

****

• A fotografia através da arte
Quando: 26/9, 3/10, 10/10 e 17/10
Horário: das 19h às 21h
Valor: R$200, com desconto de 50% para estudantes, professores e pessoas maiores de 60 anos.
Classificação etária: 18 anos
As inscrições já podem ser feitas pelo site Eventbrite (https://goo.gl/vAPgN2).
Mais informações: cursos.paulista@ims.com.br

Exposição do fotógrafo Demian Jacob

Exposição do fotógrafo Demian Jacob

Abertura da exposição do fotógrafo Demian Jacob e curadoria de Joaquim Paiva e Marcos Bonisson. Esta exposição é resultado da primeira edição do Prêmio Ateliê da Imagem de Fotografia,

O trabalho Devaneios se manifesta a partir de uma poética espacial, por diferentes vertentes, seja no exercício de ordenação ou na tentativa de refletir o mundo ao redor.

Uma constelação de signos visuais em rotação, quase-filme, quase-livro. Uma pesquisa que se desenvolve no cotidiano, seres presentificados pela sua ausência.

Através da pele das coisas, atitudes se tornam formas. Capturas feitas entre o início de 2014 e o final de 2016, com negativo 35mm, em fluxo, a maioria das vezes com uma câmera no automático.

Demian jacob é artista visual brasileiro do Rio de Janeiro, formado em Geografia e Meio Ambiente na PUC- Rio e Pós graduado em Fotografia memória e Comunicação pela UCAM, durante a gradução

frequentou vários cursos de fotografia arte e design. Em 2015 formou-se em fotografia grande formato pelo ICP-NY, paralelamente ao curso trabalhou com fotógrafos como Marcelo Gomes em Nova Iorque.

Recentemente teve a série de polaroide “Objetos Deslizantes” selecionada para fazer parte da coleção do Museu de Arte do Rio – MAR.

Seu trabalho tem ênfase na percepção de uma nova paisagem e relação do homem com o espaço geográfico. Usando sempre os recursos da fotografia revelando seus próprios negativos, usando a Polaroid e

o super8 filme desenvolve pesquisas em diferentes áreas.

http://www.demianjacob.com/

Pin It on Pinterest