SATURNO #1

R$1.000,00

O mundo tornado imagem é de imediato perdido. Por isso a fotografia carrega certa melancolia: a imagem é sempre passado. A conquista imaginária do planeta Terra a que os primeiros fotógrafos-viajantes se lançaram, gloriosos, permitia a ilusão de um ganho (de mundo). Hoje, a viagem da fotografia talvez tenha se tornado um tocante e repetido inventário do que nos resta.Nela seríamos guiados pelo planeta Saturno, que segundo os antigos estaria associado à produção da bile negra que domina o temperamento melancólico. Saturno é uma dessas viagens do retorno, da perda, mas é também um itinerário de transformação do mundo. Edu Monteiro nela retoma lugares assumidamente íntimos, em uma espécie de busca de si mesmo. De volta ao Sul do país, onde nasceu e passou sua infância, ele percorreu a serra gaúcha e o longo litoral do estado. Às imagens obtidas nesses itinerários acrescentaram-se fragmentos obtidos em outras paragens: Paris, Buenos Aires, Ilha Grande, Porto Alegre, Barbados. Nessa múltipla viagem o fotógrafo não confirma seu lugar no mundo, mas afirma-se fora de si: em determinados recortes do mundo. Em algumas fotografias Edu utiliza um complexo dispositivo concebido por ele mesmo e composto de um espelho circular que lhe cobre o rosto e ao qual se acoplam, em sua face interna, o visor e o disparador remotos de sua câmera fotográfica. Graças a esse aparato, o artista se duplica e divide entre aquele que vê e aquele que é olhado pela câmera.Em parte mimetizado ao ambiente, ele pode então, alternadamente, se confundir com o contexto à sua volta ou dele se destacar, brincando com a distinção entre paisagem e retrato, objeto e sujeito, de modo a afirmar na paisagem e no objeto uma estranha força de autorrepresentação. Diferente de sua própria imagem, o sujeito surge com força, assim, mesmo nas imagens em que não há espelho nem autorretrato: ele está disseminado em objetos e cenas. A fotografia retoma então toda sua potência alegórica, todo o estranho poder que talvez lhe atribuíssem em seus primeiros tempos: aquele de animar restos e fragmentos variados de mundo. Tania Rivera

Limpar

Descrição

Impressão em papel Fine Art Hahnemuhle de algodão: PhotoRag 308gsm, fosco e liso. Durabilidade de até 250 anos.

Informação adicional

Peso N/A
Dimensões N/A
tamanhos

pequeno

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “SATURNO #1”

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pin It on Pinterest